A senhora da janela – Parte I

Todos os dias aquela senhora estava à janela. Todos os dias se passavam coisas diferentes. Uns dias comovia-se, chorava, outros ria e cantava. A vida dela era aquela janela. Naquele dia tudo foi diferente. Assim que avistei aquele casal de namorados percebi que algo ia mudar. A senhora olhava com atenção enquanto eles se aproximavam, cúmplices, de mão dada. Mas nada a preparara para aquele momento. No meio daquela cumplicidade aparentemente inocente a rapariga levou a sua mão num gesto brusco e adulto contra o traseiro do rapaz. A rapariga tinha 13 anos. Era Joana, neta da senhora da janela. Nesse dia a senhora não riu, não chourou. Simplesmente ficou. E nunca mais apareceu naquela janela.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s