A chaleira

A chaleira quentinha não gostava de parar no mesmo lugar. Ao contrário das suas amigas chaleiras, que viviam sempre debaixo do mesmo tecto e se afeiçoavam aos seus donos, a quentinha andava de lugar em lugar, à procura de novas aventuras. Certa vez tanto andou que sem saber como acabou no Pólo Norte. Só via branco à sua frente e mesmo sendo muito quentinha começou a sentir um certo frio. Precisava urgentemente de se aquecer, mas nem uma casa avistava. Foi então que aquela foca simpática, apercebendo-se do que se passava, a conduziu para dentro daquele carro, ali estacionado, onde um simpático senhor a ligou a uma tomada de 12V. Finalmente estava quentinha outra vez.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s