Os correios

Se há sítio onde eu não gosto de ir é aos correios. Eu tenho uma teoria sobre as filas nas estações dos correios, que é a seguinte: o tamanho da fila de espera é inversamente proporcional à complexidade dos assuntos a tratar. Esta teoria garante que, independentemente do número de pessoas que estão na fila, o tempo de espera é sempre o mesmo, ou seja, uma eternidade. Na prática, esta teoria traduz-se no seguinte: se estiver apenas uma pessoa na fila, o mais provável é que essa pessoa irá fazer uma das seguintes operações:

  • Entregar 500 cartas registadas com aviso de recepção;
  • Pagar as contas da água, luz e telefone dos últimos 3 meses, em dinheiro, a partir de envelopes separados para cada tipo de conta;
  • Receber a sua reforma mais a da vizinha que está de baixa porque tropeçou na esfregona e caiu pelas escadas a baixo e não pode vir aos correios. No fim ainda vai pedir para carregar 5 euros no telemóvel e vai pagar em moedas de 5 cêntimos;
  • Pedir para fazer qualquer coisa para a qual vai faltar qualquer documento e ficar os restantes 15 minutos a resmungar e a tentar perceber porque é que não pode fazer aquilo sem o dito documento.

No caso de estarem duas pessoas na fila, as operações serão qualquer coisa deste género:

  • Entregar 250 cartas registadas (sem aviso de recepção);
  • Pagar as contas da água, luz e telefone apenas do último mês, ainda em dinheiro, embora desta vez tudo do mesmo envelope;
  • Receber apenas a sua reforma, mas carregar na mesma 5 euros no telemóvel, embora desta vez com uma moeda de 1 euro e o restante em moedas de 10 cêntimos;
  • Pedir para fazer qualquer coisa para a qual vai faltar qualquer documento e ficar os restantes 7 minutos e meio a resmungar e a tentar perceber porque é que não pode fazer aquilo sem o dito documento.

E por aí em diante. Portanto, se a fila for de 10 ou mais pessoas, o mais provável é cada uma só ter uma cartinha para enviar.

Mas eis que surgem as boas notícias! Os correios agora têm um sistema de senhas (alguns já tinham, mas poucos), mas não é um sistema qualquer, tem direito a ecrã de plasma e tudo! Isto está a gerar grande entusiasmo na comunidade dos reformados, que já fazem excursões às estações de correios para ver o novo sistema em funcionamento, e porque não tirar uma ou outra senha só para experimentar a ver no que dá. Também há a velhota mal disposta que grita “Fuâgo, agora é preciso tirar séinha?” quando descobre que lhe passaram 30 pessoas à frente.

Enfim, novos motivos para continuar a ir aos correios. Pior, só mesmo as farmácias, mas isso fica para outra altura…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s